Ritmos circadianos e alterações no humor

“Tudo bem?”
“Na correria…”

É cada vez mais comum que, como parte da tal “correria”, as pessoas modifiquem seus horários para se alimentar e dormir. Às vezes, adiando ou até mesmo excluindo uma refeição e algumas horas de sono. Essas alterações podem ter um impacto direto em nossos estados emocionais mais duradouros.

É o que sugere pesquisa realizada na Universidade da Califórnia e publicada nesta semana. Animais geneticamente modificados sem o principal gene que regula o ritmo circadiano apresentaram comportamentos semelhantes aos observados na depressão e na ansiedade. Além disso, estes animais ganharam mais peso do que os animais do grupo controle, mesmo ingerindo a mesma quantidade de alimento, sugerindo que anormalidades metabólicas comuns na depressão estão associadas à alterações no ritmo circadiano.

Quer ler um comentário sobre a pesquisa? (em inglês)

https://www.sciencedaily.com/releases/2016/11/161129084345.htm

 

Quer ler o artigo? Abaixo a referência
Landgraf, D., Long, J. E., Proulx, C. D., Barandas, R., Malinow, R., Welsh, D. K (2016). Genetic Disruption of Circadian Rhythms in the Suprachiasmatic Nucleus Causes Helplessness, Behavioral Despair, and Anxiety-like Behavior in Mice. Biological Psychiatry, 80 (11), 827. DOI: 10.1016/j.biopsych.2016.03.1050

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s