Ilusão de distorção facial

Como deixar grotesca a imagem de mulheres bonitas?
Já discutimos aqui que as ilusões de ótica são úteis para estudarmos o funcionamento do sistema visual (artigo “Ilusões de imagens híbridas”). Também já mencionamos que elas podem ser intencionalmente feitas em laboratórios ou encontradas em meio ao ambiente em que vivemos (artigo “Da minha janela eu vejo… Uma grade de Hermann”). E algumas ilusões são descobertas por puro acaso.

Foi o que aconteceu este ano com um grupo de pesquisadores da Universidade de Queensland, Austrália. Estes preparavam um estudo de identificação facial e alinharam imagens de faces pelos olhos, de modo que ao alternar de uma imagem para outra a posição dos olhos era sempre a mesma em todas as faces. Ao fazerem uma checagem, passando as imagens rapidamente no computador, eles perceberam uma mudança estética. As faces passaram a se tornar deformadas e até grotescas! Veja o efeito no vídeo abaixo.

Interessante, não é? E saiba que as imagens não foram alteradas. Ao parar a seqüência de apresentação e observar de maneira prolongada cada uma dessas faces, elas se mostram normais e até atraentes.

A ilusão ocorre porque o processamento cerebral de cada face se dá levando em conta as outras faces. Ao alinhar as faces nos olhos e apresentá-las rapidamente, fica mais fácil compará-las. Por isso as diferenças entre elas são superestimadas. Então, se alguma face tem um queixo ou testa pronunciada, e a face anterior não, ela pode parecer grotesca. É como se a face fosse uma caricatura dela mesma. O efeito é pronunciado quando não olhamos diretamente para as faces.

Mas estas explicações ainda são suposições. Elas são apenas um ponto de partida para investigações mais aprofundadas. Estudos experimentais estão sendo conduzidos para saber o que causa este efeito e como ele pode ser interpretado.

Quer baixar o texto? Clique aqui.

Nota: Saiba como a ilusão é feita.

Aqui vai um guia resumido de como esta ilusão pode ser feita. Apesar de apresentar apenas quatro passos, as etapas são trabalhosas.

    1. Para o efeito acontecer, é recomendável pelo menos 30 segundos de apresentação de faces.  O primeiro passo é ter várias imagens de faces de tamanhos similares. Se você for fotografar as pessoas, utilize sempre uma mesma distância e um fundo de imagem claro e uniforme (um lençol branco é um bom improviso). Serão necessárias cerca de 300 faces para um vídeo como o que foi apresentado.

    2. Utilize um software de edição de imagens (Corel Draw, Photoshop, etc.) para: a) fazer o alinhamento nos olhos (pergunte a um amigo que entende um pouco de edição gráfica); b) montar as telas de apresentação.

    3. Num editor de vídeo (o Windows Movie Maker já basta) faça a apresentação temporal de 4 ou 5 telas por segundo. Uma dica, ao adicionar uma tela procure encontrar faces que destoem da face anterior. Assim o efeito será mais aparente.

    4. Pronto! Agora é só gravar!

Se você chegou até esse ponto, gostaríamos de ver o resultado. Jogue na rede e mande o link pra gente!

Rui de Moraes Júnior

Para saber mais:

  • Tangen, J. M.; Murphy, S. C.; Thompson, M. B. (2011) Flashed face distortion effect: Grotesque faces from relative spaces. Perception, 40, 628-630.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s